Noticias

Panfleto da Multa Moral alerta paulistano sobre vaga para pessoas com deficiência

Published by:

A Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED) volta a distribuir a “Multa Moral”, panfleto em formato semelhante ao dos talões utilizados pelos agentes de trânsito de São Paulo. A ação retorna como um alerta ao motorista, que passou a ser multado pela CET também nos estacionamentos privados, caso utilize as vagas reservadas indevidamente.

Multa Moral
A “Multa Moral” foi criada com o objetivo de alertar quem desrespeita as vagas de estacionamento destinadas às pessoas com deficiência. Para conscientizar o motorista que estaciona irregularmente, qualquer pessoa pode colocar o panfleto no painel do carro que parou em vagas exclusivas.

 

Multa Moral
O impresso contém mensagem educativa sobre a razão da existência da vaga e orientações sobre como pode ser utilizada pela pessoa com deficiência ou por quem a transporta. Ao contrário da punição efetuada pelos guardas, a Multa Moral tem apenas valor simbólico e deve ser utilizada para aumentar a conscientização em torno da Lei que determina que o uso exclusivo das vagas. Desde o dia 1º de setembro, quem estaciona nas vagas reservadas em estacionamentos privados, como shoppings, farmácias e supermercados, passou a ser multado em R$293,47, com 7 pontos na carteira.

Passeio de Bicicleta para Deficientes Visuais Projeto Pedaleiros e Convite

Published by:

Apresentação do Projeto Pedaleiros e convite.

“O Pedaleiros é um projeto que se destina a oferecer aos deficientes visuais a experiência de andar de bicicleta com a ajuda de um Pedaleiro (guia).
O objetivo é fazer com o que esses deficientes se sintam livres e experimentem diversas sensações enquanto pedalam.”

É com grande prazer, que apresentamos o projeto pedaleiro e convidamos você, nosso especial amigo, para fazer parte dessa família e participar de nossos eventos. Estaremos em Hortolândia no dia 14/09 e em São Paulo no parque Vila Lobos no dia 16/09. Os eventos começam as 10hs da manhã.

Estaremos disponibilizando transporte em alguns pontos de encontro, para levar os deficientes visuais e convidados para os nossos eventos.

Podemos contar com a sua presença?
Precisamos antecipadamente da sua confirmação, envio de nome, CPF e idade, para disponibilização de transporte e melhor organização.

Desde já, seja bem vindo a Família Pedaleiros.

Aguardo retorno.
https://www.facebook.com/projetopedaleiros/⁠⁠⁠⁠

São Paulo e Japão unidos pela reabilitação de pessoas com deficiência

Published by:

A Secretária de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo e professora titular da Faculdade de Medicina da USP, Dra. Linamara Rizzo Battistella, viajou a Toyoake, Província de Aichi – Japão, de 29/03 a 05/04.

O objetivo da visita foi a participação na cerimônia de assinatura do Memorando de Entendimentos entre a Universidade de São Paulo e a Universidade de Saúde de Fujita.

A finalidade do acordo é a cooperação acadêmica e científica em áreas de interesse mútuo e discutir as aplicações e pesquisas colaborativas na área de robótica voltadas à reabilitação de pessoas com  deficiência.

Na ocasião foi também possível visitar a fábrica de robôs da empresa Toyota, no Japão.

Veja mais

CENTRO PARAOLÍMPICO BRASILEIRO

Published by:

Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro formaliza início de atividades

Aconteceu na manhã desta segunda-feira, 23 de maio, o início das atividades do Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro, que fica no Parque Fontes do Ipiranga, na capital paulista.

Referência internacional em treinamento e avaliação dos atletas paradesportivos, o Centro de Treinamento tem como objetivo fomentar o paradesporto brasileiro, criando condições para que os atletas se destaquem nas competições, dando ênfase às técnicas avançadas e novas tecnologias.

O Centro é fruto de uma parceria do Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, com o Governo Federal, pelo Ministério do Esporte, e o Comitê Paralímpico Brasileiro.
As 15 modalidades que o CT contempla são: atletismo, basquete em cadeira de rodas, bocha, natação, esgrima em cadeira de rodas, futebol de 5, futebol de 7, goalball, halterofilismo, judô, rúgbi, tênis, tênis em cadeira de rodas, triatlo e voleibol sentado. Ele está dividido em 11 setores que englobam áreas esportivas de treinamento, hotel, centro de convenções, laboratórios, condicionamento físico e fisioterapia.

Shopping Ibirapuera

Published by:

Comissão Permanente de Acessibilidade entrega Selo para Shopping Ibirapuera

Um dos centros comerciais mais antigos de São Paulo, o Shopping Ibirapuera, recebeu na semana passada a certificação do Selo de Acessibilidade, documento diferencial de qualidade endereçado aos estabelecimentos públicos ou privados que estão de acordo com as normas de acessibilidade arquitetônica para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida. Após extensa reforma em celebrações aos 40 anos, o tradicional ponto de compras e lazer entra para a lista de locais contemplados da Comissão Permanente de Acessibilidade. A cerimônia de entrega aconteceu dentro do shopping e contou com executivos do Ibirapuera, representantes da área do comércio e lojistas, acompanhados pela equipe da Secretaria da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida de São Paulo (SMPED).

Rede Lucy Montoro desenvolve cadeira de rodas mais leve

Published by:

cedeira-de-rodas-mais-leve

Novo modelo pesa 8 kg, metade das convencionais.
Cadeira é desenvolvida de acordo com cada paciente atendido na rede.

A Rede de Reabilitação Lucy Montoro desenvolveu um novo modelo de cadeira de rodas para atender às necessidades dos pacientes atendidos nas unidades da rede. A nova cadeira tem tamanho reduzido e pesa oito quilos, metade das cadeiras convencionais.

Características como peso, tamanho e resistência foram reformulados e adaptados às necessidades de cada paciente. Por ser uma cadeira não dobrável, a estrutura do equipamento é mais resistente, apresenta uma durabilidade maior do que os modelos disponíveis no mercado e melhor alinhamento. Ela também pode ser desmontada.

A  Rede Lucy Montoro ressalta que o projeto não é uma distribuição de cadeiras de rodas. A ação é específica para os usuários atendidos pela rede e quando os médicos percebem a necessidade. Uma vez entregue ao paciente, a cadeira é dele. As cadeiras são custeadas pelo SUS. Clique aqui para conferir as unidades da Rede Lucy Montoro.

Pedido de cadeira de rodas através da rede municipal
A Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo (SMS) informa em nota que há um edital de chamada pública para contratação de empresas fornecedoras de cadeira de rodas para ampliar o acesso dos munícipes que necessitam deste produto.  Atualmente 1,6 mil usuários estão na fila de espera para cadeira de rodas.

Após o atendimento em uma Unidade Básica de Saúde (UBS), o  usuário é encaminhado a uma das unidades do Núcleo Integrado de Reabilitação (NIR) da capital.  O NIR avalia o usuário e prescreve o modelo de cadeira necessário.

Caso haja no estoque da instituição e dependendo do tipo/modelo de cadeira solicitada, a entrega é imediata. Caso contrário, a cadeira é entregue em média após um mês da data de avaliação. Cadeira de rodas com adaptação demora mais tempo para ser entregue.

Do G1 São Paulo